11.26.2012

MISÉRABLE PROFILE ON: { RICARDO ANDREZ }




Ricardo Andrez. You've probably already heard (or read) about this name, if you haven't: you should have! 
Andrez is, in my modest opinion, one of the main reasons to be proud of portuguese fashion design. Showing his collections at platform Lab of ModaLisboa since 2010, he designs exclusively male clothing and makes many women willing to join the Boyfriend's Look
I had the pleasure of creating graphic work for some of his collections, designing prints and embroideries that he applies in a very 'harsh' way on his pieces. I am very flattered to be a part of this project.
His work goes way beyond the embroideries and prints. The original design of the pieces (he designs male dresses for example), the graceful details and 'shoes that even those who doesn't give a f*ck about fashion desperately crave' make his work stand out.

Ricardo Andrez. Possivelmente já ouviram (ou leram) este nome, se ainda não: deviam! 
O Andrez é, a meu ver, uma das razões de orgulho da moda nacional. A apresentar as suas colecções na plataforma Lab da ModaLisboa desde 2010, desenvolve vestuário exclusivamente masculino e deixa muitas mulheres com vontade de aderir ao Boyfriend's Look.
Tive o prazer de colaborar graficamente em algumas das suas colecções, desenvolvendo estampados (e mais recentemente bordados) que ele utiliza com muita 'raça' nas suas peças e que me enchem de orgulho em fazer parte deste projecto.
Mas as suas peças estão muito longe de viver apenas destes estampados. Modelos originais como vestidos para homem, detalhes graciosos e sapatos que deixam com desejos até quem 'não quer saber de moda' são algumas das características do seu trabalho.


SOME SHOES FOR SS13

Now I leave you guys with the interview by La Coquette Miserable and please, feel free to explore his work here.

Deixo-vos com a entrevista que a La Coquette Miseráble lhe fez, e sintam-se à vontade para explorar o seu trabalho aqui.

When did you realise that fashion design was your 'thing'?
R.A. In highschool, when I was discovering different things I tried to decipher my own codes and found myself interested in Fashion. Before that I think I was influenced by my grandmother, she was a very sophisticated woman.

Quando é que constataste que design de moda era 'a tua praia'?
R.A. No liceu, durante a fase de descoberta dos vários grupos diferentes, comecei a tentar decifrar os meus próprios códigos e a interessar-me moda. Anteriormente a isso penso que fui bastante influenciado pela minha avó materna, que se cuidava primorosamente.

How came the invitation to show your collection at ModaLisboa?
R.A. In 2012 I was invited by Eduarda Abbondanza and since then I'm part of the platform Lab at ModaLisboa.

Como surgiu o convite para apresentares na ModaLisboa?
R.A. Em 2010 fui convidado pela Eduarda Abbondanza e desde então que integro a plataforma Lab da ModaLisboa.

I know that, besides ModaLisboa you also presented your collections in other places...
R.A. That's true. Last September I was at London Fashion Week. I also went to show my work at Cibeles - Madrid Fashion Week, 080 Barcelona Fashion Week, South 32.36 and other places that aren't so mainstream in Spain.

Sei que além do ModaLisboa já apresentaste as tuas colecções noutras plataformas... 
R.A. Sim. Em Setembro último apresentei na London Fashion Week. Além disso levei o meu trabalho até à Cibeles- Madrid Fashion Week, 080 Barcelona Fashion Week, South 32.36 e tenho vindo a apresentar em plataformas menos mainstream por Espanha.

Now let's talk about your work process... What is the method that you usually take to develop your collection's themes? And what is the longest part: the theme definition or the pieces design?
R.A. Usually I start with a lot of research that makes me realize in what direction I wanna go. Then, I look for different materials and their properties and only after that I start sketching. The longest part is definitely understanding what I want to explore. After that designing the pieces is instinctive. 

Agora falando um bocado do teu processo... Normalmente qual é o método que adoptas e a pesquisa que fazes para desenvolver a temática de uma colecção? E que fase é mais demorada: a definição do 'tema' ou o desenho das peças?
R.A. O método começa precisamente por uma pesquisa exaustiva e aí perceber as direcções a tomar. Posteriormente a isso faço a pesquisa de materiais e só depois embarco nos esboços. A parte mais demorada é, normalmente, na pesquisa inicial até perceber exactamente o que quero explorar. A partir daí o design das peças é quase instintivo.


DETAILS OF HIS STUDIO



Do you remember the first piece that you designed?
R.A. I have no idea... But the first micro-collection that I've designed as Ricardo Andrez was only with shirts, so probably it was a shirt.

Lembras-te qual foi a primeira peça que desenhaste?
R.A. Não faço ideia!.. A primeira micro-colecção que desenvolvi para a marca foi unicamente de camisas, por isso poderei responder –camisa.

And what was the collection that you felt as a bigger challenge?
R.A. It will be always the next one, what I'll be exploring in the future. Every collection has it's challenges considering that I'm always exploring something new to improve my design and my product.

E qual foi a colecção que sentiste ser um maior desafio?
R.A. Será sempre a próxima, o que vou propor (me) a explorar. Todas as colecções têm os seus grandes desafios próprios, tento em cada uma delas de explorar algo novo para assim continuar a evoluir a nível de design e consequentemente de produto.

Designing only male clothing must be complicated in the national market, isn't it? And I have to ask you the unavoidable question: do you consider designing for women?
R.A. The portuguese market has been showing more interest in my work but it's obviously a small market. It's not complicated but it is always a challenge, as it would be if I was designing for women. There are a lot of rigid codes about male clothing and that's the funniest part. So... I think I've answered the second question. 

Desenhares apenas vestuário masculino é complicado no mercado nacional? E tenho de te fazer a eterna questão: Ponderas desenhar para mulher?
R.A. O mercado nacional tem vindo a demonstrar cada vez mais interesse pelo meu trabalho mas obviamente que é um mercado pequeno. Não é complicado, é um desafio constante assim como também o é desenhar para mulher. Existem (ainda) códigos muito rígidos no vestuário masculino e isso é o mais fervilhante e divertido. Posto isto penso que te respondi à segunda questão.

Have you ever had a funny backstage situation?
R.A.  As a matter of fact I do. Once, just minutes before fitting, I was in a trucking company hoping that the suitcase containing the whole collection would arrive. Suddenly I saw a man with the suitcase on his back...

Já tiveste alguma situação 'caricata' de backstage?
R.A. Por acaso sim, na hora de começar o fitting estava eu numa central de camionagem na esperança que a mala onde estava toda a colecção chegasse ao destino. De repente vi um senhor com a mala às costas...

You recently presented your SS13 collection under the theme 'working for the man'... Can you tell us more about it?
R.A. The concept is almost anti-fashion. I explore the idea that today the identity/construction of a personal style as a lot more to do with repetition than novelty. It is much more connected to tradition and, consequently it becomes almost the opposite of fashion because it has no commitment to what's new.
I developed that idea along with uniforms/work clothing because we are all more a less 'uniformed' when everyone is trying to be different.
Utilitarian functions, work codes, 100% cotton identity building.

Apresentaste recentemente a colecção do próximo SS13 sob o tema 'working for the man'... Fala-nos um bocado do conceito e afins...
R.A. O conceito explorado é quase anti-moda, exploro a ideia que hoje a identidade/construção de um estilo próprio tem muito mais a ver com a repetição do que com a novidade. Está muito mais ligada à tradição e, por consequência, ela torna-se mesmo quase oposta à Moda porque não tem compromisso com o novo.
Relacionei essa ideia com os uniformes/vestuário de trabalho porque em maior ou menor grau estamos todos uniformizados onde todos prezam igualar pela diferença.
Funções utilitárias, códigos contidos nos uniformes e vestuário de trabalho, construção de identidade em 100% Algodão.




'WORKING FOR THE MAN' COLLECTION @ MODALISBOA 


Now for some short answers...
Agora meia dúzia de respostas curtas...

Where does the name 'Andrez' come from?
R.A. My grandfather was Spanish. In Spain it's a very common name!

Qual é a origem do nome 'Andrez'?
R.A. O meu avô paterno era Espanhol, daí a origem. Em Espanha é um nome vulgaríssimo!

Who/what are your favorite designers/brands?
R.A. Vibskov, Walter Van Beirendonck, Bernhard Willhelm, Lagerfeld, McQueen, Grace Jones, etc..

Quais os teus criadores/marcas favoritas?
R.A. Vibskov, Walter Van Beirendonck, Bernhard Willhelm, Lagerfeld, McQueen, Grace Jones, etc..

Who would you like to see wearing one of your pieces?
R.A. No one in particular, just with the right perfume

Quem é que gostavas de ver a usar uma peça tua?
R.A. Ninguém em particular apenas com o perfume certo!

Do you know how to sew?
R.A Yes, it's therapeutically.

Sabes coser?
R.A. Sei, é terapêutico.

What is your favorite piece of male clothing? What about female?
R.A. T-shirts for everyone.

Qual é a tua peça favorita de vestuário masculino? E feminino?
R.A. T-shirts para todos!

3 words that defines your work!
R.A. Fun. Comfort. Intuition.

3 palavras que definam o teu trabalho!
R.A. Diversão. Conforto. Intuição

Give us a song!

Dá-nos uma música!




Stay tuned because soon we'll both have a surprise for you...

Fiquem atentos, em breve teremos uma surpresa para vocês...


<3 












0 comentários:

Enviar um comentário